A nova criação do chef Felipe Miyake tem sabor de mistério. Apostando na relação de confiança entre o chef e seus comensais, o La Varenne apresenta o Prato Secreto. Em uma ação inédita, o restaurante lança um prato fora do seu menu oficial e com receita não revelada – o público não terá nenhuma informação prévia sobre o prato e seus ingredientes, a única preocupação do chef será com as restrições alimentares.

Inspirada nos menus confiança – onde o cliente deixa a critério do chef a escolha dos pratos que vai saborear, a ideia surgiu a fim de valorizar a gastronomia autoral. “Sentar-se à mesa do restaurante e deixar que a criatividade do chef dite o que você vai provar é uma experiência única. O que posso adiantar é que este prato reflete a identidade e a essência franco-italiana do La Varenne, mas com toques bem contemporâneos”, explica Miyake.

Além do mistério e da exclusividade da receita, o Prato Secreto será servido em uma louça especial e diferente da utilizada nos demais pratos do restaurante. E, para completar o clima de exclusividade da ação, quem provar o prato será convidado a deixar sua assinatura registrada em um livro. No valor de R$78, o Prato Secreto começa a ser servido no dia 06 de dezembro, por um período limitado.

O paulistano Felipe Miyake optou pela gastronomia de maneira instintiva. Aos 17 anos, saiu de Indaiatuba, no interior de São Paulo, para fazer um curso de gastronomia no Centro Universitário Senac de Campos do Jordão. Desde então, não saiu mais da cozinha. Trabalhou em Belém do Pará com o intuito de ter contato com essa tradicional gastronomia regional. Passou ainda uma temporada na Austrália, trabalhando em uma típica steack house australiana e depois no conhecido grupo de culinária italiana Hugo’s. Voltando ao Brasil, foi direto para o grupo proprietário do Due Cuochi, em São Paulo; passou também pelo Le Marais, Girarosto e pelo Grupo Fasano. Seu cuidado com os pratos e a paixão pela culinária fizeram com que ele fosse selecionado para integrar a equipe do La Varenne. E, no final de 2015, assumiu como chef do premiado restaurante de culinária franco-italiana. Em 2018, pela segunda vez consecutiva, foi eleito um dos chefs 5 Estrelas do Prêmio Bom Gourmet.

Fonte: IEME Comunicação

Deixe um comentário