Ana Clara fala sobre EP ‘A Gente Sempre Ganha”

Amante do samba desde pequena, a cantora Ana Clara lança esse mês através da Universal Music, o seu primeiro EP intitulado “A Gente Sempre Ganha”. Com produção do renomado Dudu Borges, nome conhecido no ritmo do sertanejo, o álbum contará com participações especiais de Alcione e dos meninos do grupo “Atitude 67”.

Liberado nas plataformas digitais nessa sexta-feira (31), a data do álbum também marca a estreia de seu primeiro single original “Página Marcada”, que gravou em parceria com Pedrinho Pimenta e Cesar Lemos.

Junto com Alcione, Clara regravou o sucesso dos cantores Edson Conceição e Aloísio Silva, “Não Deixe o Samba Morrer”. A jovem sambista também interpreta o sucesso “Verdade” de Nelson Rufino e Carlinhos Santana de 1996. Ainda no repertório, Ana Clara traz leituras de “Nosso Amor é Assim” e “Pôxa”, clássico do samba, composto por Gilson de Souza.

Como foi seu primeiro contato com a música?
Minha família sempre foi muito próxima da música. Desde quando eu era pequena, por exemplo, meu pai sempre foi muito amante de samba e reunia os amigos no quintal de casa, quando eu tinha quase três anos entrei na aula de violino, porque minha mãe falava que a música acalma, até porque eu deveria ser um pouco agitada. Fiz aula de piano durante 10 anos, entrei numa escola de técnica vocal, fiz apresentações, participei de alguns festivais, então sempre estive conectado coma música, desde sempre. Obviamente, a influencia da família sempre gostar, e que ninguém era profissional ali, sempre foi o gosto mesmo, porém me incentivaram muito.

Foto: Reprodução/Instagram

Quais são suas expectativas para o lançamento de “A Gente Sempre Ganha”, e quais foram suas inspirações para lançar esse EP?

A inspiração foi a minha própria vida. Acho diferente de todos os outros trabalhos que eu já fiz, nunca acreditei tanto como nesse, que demorou mais tempo para ficar pronto, mas a gente, eu e os produtores, sentamos e escrevemos coisas que eu gosto de cantar, assuntos que eu gosto de falar, então é um discurso muito meu, muito novo, muito jovem, e as expectativas são as melhores possíveis, o trabalho ficou lindo.

Como foi gravar com Alcione e Atitude 67?

Fazenda junção do que já temos no samba com a novidade do mercado hoje que o atitude 67 e a ideia desde o início foi sempre fazer o link do samba com a geração atual do ritmo, que o Atitude faz e que acredito também que esteja na mesma linha, os meninos que são meus amigos queridos e aceitaram de prontidão. Alcione, minha diva, minha referência dentro do segmento do samba e da música popular brasileira, eu fiquei muito surpresa dela ter aceito o convite, porque sempre ouvi ela cantar, sempre cantei músicas dela, tem músicas no meu show, então foi um presente ter ela dentro desse trabalho.

Foto: Reprodução/Instagram

O que te fez escolher o samba como estilo musical?

Eu não escolhi, ele me escolheu. Nunca tive duvida de nada, desde o inicio sempre cantei o estilo, o que eu gostei de ouvir, o que gostei de cantar, então…fui escolhida.

Fale-nos sobre sua experiência ao lado do produtor Dudu Borges?

Eu tive uma experiência diferente, assim com relação aos trabalhos que já tive com o Dudu. Ele é um produtor maravilhoso. Algumas pessoas só conhecem ele dentro do sertanejo, pelo fato dele já ter feitos muitos trabalhos nesse gênero, mal as pessoas sabem que ele é um produtor, que não tem barreiras para música,  porque ele como eu, ama e respira música 24 horas por dia, é um cara super criativo, jovem, tem umas ideias maravilhosas, me ajudou muito, me abriu portas. Uma pessoa que foi muito parceira desde o início, porque eu entrei lá no estúdio dele, sem pensar em gravar nada, e aí de lá a gente começou a escrever algumas coisas,  começou a fazer algumas músicas, e aí, a gente foi tendo a ideia de realmente gravar um disco, gravar um DVD….É um cara que eu tenho uma gratidão eterna.

Foto: Reprodução/Instagram

Sobre a música “Página Marcada”, pode nos falar sobre essa produção?

“Página Marcada” é uma composição minha com o Pedrinho do Atitude 67 e com um dos nossos produtores, que é o César Lemos. Estou muito feliz em poder trabalhar uma música minha pela primeira vez. Música super jovem, vem em um clima bem legal, uma música que é dançante, comercial. E a gente quer trazer essa galera mais jovem pra perto do nosso segmento do Samba, a gente sente a sua falta e dessa renovação.

Deixe uma mensagem.

Quero deixar um beijo para todo mundo que acompanha o site, agradecer a oportunidade está aqui falando um pouquinho do meu trabalho, para quem ainda não conhece ele convido vocês a conhecer um pouquinho da minha história, da minha música, inclusive já baixar esse trabalho novo, e eu espero que vocês gostem. Obrigado.

3 Comentários

  1. Hello There. I found your blog using msn. This is an extremely well written article. I will make sure to bookmark it and return to read more of your useful information. Thanks for the post. I will certainly return.

Deixe um comentário