A Origem do Dia dos Finados

Finalmente os feriados prolongados de Novembro chegaram e nos empolgamos tanto com as “folgas extras” que não nos atentamos sobre o real motivo. Dia 2 de novembro, todos sabem que é um dia reservvado para homenagear os nossos entes queridos que já se foram. Mas você já parou para pensar qual é a origem desta data? De onde surgiu essa cultura?

Conhecermos como um feriado católico, mas essa data teve origem através dos indígenas mexicanos, que acreditavam que era o fim de um ciclo e que daquele em dia em diante, a pessoa poderia reencarnar e realizar seus objetivos em outra vida, fazendo assim uma comemoração pela alma dos mortos. Era um ritual iniciado em 31 de outubro e que só terminava em 2 de novembro, coincidentemente, esse período batia com datas católicas: 1 de novembro é celebrado o Dia de Todos os Santos e dia 2 de novembro, o Dia dos Fiéis Defuntos. Juntas, estas datas passaram a ter importância em diversas partes do mundo até que a UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, a reconheceu como patrimônio da sociedade.

Começando pelo México, no Dia de Los Muertos, é feita uma comemoração de três dias (31, 1 e 2), onde as pessoas usam fantasias de caveira colorida, montam altares em casa para homenagear os mortos e fazem os pratos favoritos dos seus entes queridos falecidos.

Nos Estados Unidos, em 31 de outubro é comemorado o Halloween ou Dia das Bruxas, que apesar de não parecer ter alguma ligação com o Dia dos Mortos, existem algumas versões que dizem que a Igreja Católica costuma colocar algumas datas juntas ou na véspera de acontecimentos importantes. O Dia das Bruxas passou a ser comemorado na véspera do Dia de Todos Os Santos. Em inglês, a data foi nomeada como “All Hallow’s Eve”, uma tradução de “véspera de Todos os Santos” que com o passar dos anos, tornou-se: Halloween.

Reza a lenda que no dia 31 de outubro a ligação entre o mundo dos mortos e dos vivos está mais forte, permitindo que os espíritos invadam os corpos e ganhem a vida. Para evitar que essa invação aconteça, as pessoas passaram a usar fantasias assustadoras, evitando assim que sejam possuídas. As crianças adoram a data, pois além de saírem fantasiadas nas ruas a famosa frase: “gostosuras ou travessuras”, traz muitos doces.

Na Espanha, a comemoração leva o nome de Dia de Todos Los Santose é celebrado em 01 de novembro. Os espanhóis visitam os túmulos dos mortos para prestigiá-los, assim como fazem os brasileiros. Porém, a celebração é mais animada, similar ao que acontece no México, com festas e muitas cores, para honrar aqueles que já partiram. É feriado nacional, e é de costume todas as pessoas vão aos cemitérios de sua cidade natal, levando flores e um doce chamado de Hueso de Santos (Osso dos Santos), feitos especialmente para comer de sobremesa junto aos mortos.

No Brasil, o Dia de Finadosnão é tão alegre como em outros países, podendo ser considerada inclusive uma data mais calma e até sombria. É um dia em que as pessoas usam para homenagear os entes queridos com flores e até limpeza dos túmulos. As grandes metrópoles não percebem muito o reflexo desta data, mas é no interior de estados como a Bahia que você percebe muitas pessoas usando preto em forma de luto e diversas missas são realizadas como forma de honrar os parentes e amigos que morreram.

O Astrocentro (http://bit.ly/2rwlhXY) é a maior comunidade de esoterismo do Brasil. Possui astrólogos, numerólogos, videntes, cartomantes e tarólogos que realizam consultas por telefone, chat ou e-mail, oferecendo aconselhamentos não somente para assuntos com ligações direta à astrologia, mas também sobre simpatias, signos, compatibilidade, feitiços, numerologia, entre outros temas que são abordados com facilidade pelos seus mais de 140 especialistas. A facilidade para contatá-los, assim como a forma de pagamento, torna o Astrocentro um importante canal para consultas esotéricas.

Fonte: Ag. Girassol

Deixe um comentário