Se destacando em diversos projetos no teatro e no cinema, a atriz Marjorie Queiroz conquistou o coração do público ao entrar para o elenco jovem da novela “Éramos Seis”, na Rede Globo. Fora da década de 30, Queiroz também participou do filme “Fala Sério Mãe!”, contracenando com Ingrid Guimarães e Larissa Manoela. Unindo seu talento na atuação com canto e dança, Marjorie é uma das grandes promessas atuais entre as atrizes mirins da dramaturgia brasileira. Confira a entrevista!

Para quem ainda não a conhece, conte-nos um pouco mais sobre seu trabalho como atriz?

Sou uma atriz mirim em constante aprendizado, sigo estudando teatro e sempre fazendo cursos. Faço tudo com muito amor e vontade de acertar.

Você viveu a personagem Emiliana na novela “Éramos Seis” da Rede Globo, onde a história se passava na década de 1930. Como foi voltar ao passado com esse trabalho e a sua preparação para esse papel?

Foi o máximo!  Com atores e atrizes super talentosos. A “Emiliana” foi um presente na minha vida. O primeiro trabalho em novela fazendo uma novela de época, foi um grande desafio, pois muitas coisas mudaram bastante. Mas muito interessante, o cenário impecável,  o figurino perfeito e também a dedicação de toda a equipe que literalmente nos transportava para a década de 30. Aprendi muito!  Uma grande escola!

Foto: Reprodução/Instagram

Além de ter feito alguns cursos com ela, você também fez a websérie “Acelerados” com a Andrea Avancini, entrando na segunda temporada. Poderia nos conta um pouco mais sobre seu trabalho com ela?              

Sou fã dos cursos da tia Andréa, pois é assim que a chamo! Rsrs…. Uma excelente professora, aprendi muito com seus ensinamentos e conselhos. A experiência artística dela e suas boas dicas acrescentou muito na minha vida profissional.

Apesar de ter aparecido pouco, o filme “Fala Sério Mãe” te colocou contracenando com a atriz Ingrid Guimarães. Como foi essa experiência?

MARAVILHOSA! Confesso que fiquei um pouquinho nervosa no começo por dividir a cena com essa grande atriz por quem tenho profunda admiração e respeito.  Mas na hora de gravar fiquei bem tranquila e tudo correu como planejado. Amei contracenar com a Ingrid! A cena foi curta mas muito marcante, me rendeu muitos elogios.

Foto: Reprodução/Instagram

Ainda na televisão, teve a sua participação como Betina em “Os Homens são de Marte”, exibido na GNT. Foi legal integrar o elenco da segunda temporada do programa?

Com certeza!  Meu primeiro trabalho para a TV. Aprendi muito!  E o elenco, assim como toda a equipe,  eram Top!  Tenho saudades e boas recordações da Betina e de todo o pessoal.

A sua última apresentação no teatro foi em 2017 com as peças “Alice no país das vitaminas” e “Vida Nova”. Existem planos para um provável retorno aos palcos após a pandemia?

A pandemia parou tudo! Inclusive deixo aqui minha solidariedade com os colegas atores e produtores que estão sem trabalho agora. Rezo para que isso passe logo e que venham novas oportunidades para todos. Quanto a volta aos palcos. SIM! Estou pronta e com muita vontade de atuar novamente!  É uma experiência incrível. Cada personagem me faz crescer e ser mais feliz!

Foto: Reprodução/Instagram

Além de atriz, você também é cantora e bailarina. Como são seus estudos para conseguir aprimorar a carreira, e como é equilibrar as atividades com a escola?

As aulas de canto aprimoram a voz e a entonação. Também faço violão, curso de inglês e dançar é como uma terapia. AMO DANÇAR!  Faço balé desde os dois anos, já fiz muitas apresentações. E para conciliar tudo isso com a escola é preciso muita disciplina, atenção com os horários e não deixo acumular as tarefas. Quero muito seguir nessa carreira. A arte é minha vida! Mas não abro mão da escola. Conhecimento e cultura são fundamentais para qualquer profissão e para a formação do ser humano.