Na segunda-feira, 10 de agosto, às 19h45, o Disney Junior estreia os novos episódios de Puppy Dog Pals. Os engraçados filhotes Bingo e Rolly têm um apetite pela emoção que os levará a aventurar-se em seu bairro e ao redor do mundo. Seja ajudando seu dono, Bob, ou qualquer amigo que precise, o lema destes pugs é que a vida é melhor com os amigos ao lado. Cada episódio apresenta as semelhanças e diferenças entre Bingo e Rolly, além de outras lições positivas sobre amizade, resolução de problemas, colaboração e aventura.

 

A diversão canina continua e os episódios de estreia trazem um novo personagem principal: Lollie, uma filhote de cachorro deficiente que monta um carrinho com rodas e conhece Bingo e Rolly em uma feira de adoção pets. Sua incorporação na história do Puppy Dog Pals não apenas traz novas aventuras com mensagens valiosas sobre diversidade, inclusão, respeito, colaboração e amizade, mas também ocorre em um momento muito especial na comunidade global, na qual muitas pessoas estão passando mais tempo em casa. Algumas passam esse tempo com seus animais de estimação, enquanto outras procuram incorporar novos membros caninos à família.

“Vimos um aumento exponencial na adoção de cães durante a quarentena. As famílias estão em casa e têm mais tempo para se dedicar a cuidar de um animal de estimação”, diz Bettina Verdaguer, diretora operacional do El Campito Refugio, uma organização sem fins lucrativos da província de Buenos Aires que resgata e reabilita cães e depois os entrega para adoção.

Nos abrigos, geralmente existem cães com deficiência – como a personagem Lollie – que desejam se integrar à família, mas muitas vezes quando pessoas adotam pets procuram cães para passear, seja por preconceito ou falta de conhecimento. Segundo a diretora do El Campito Refugio, os animais deficientes não são difíceis de cuidar e podem levar uma vida semelhante à dos animais de estimação que se movem com as quatro patas. “Eles não sofrem com a condição deles. Eles brincam e se movem com o mesmo entusiasmo que cães caminhantes. Como cuidadores, tudo o que precisamos fazer é levá-los a um check-up veterinário a cada seis meses e, em alguns casos, enfaixar as pernas para que não se machuquem arrastando-as no chão. O resto de sua vida é exatamente o mesmo que o dos outros. Temos que nos animar e dar a eles a oportunidade de fazer parte de nossas vidas”, conclui Verdaguer.

DICAS PARA CUIDAR DO SEU PET PÓS-QUARENTENA

A presença da família como um todo em casa é temporária. Em algum momento, retornaremos às nossas rotinas e isso poderá trazer alguns distúrbios nos cães, que devemos administrar a tempo para evitar complicações“, explica Bettina Verdaguer, diretora operacional do El Campito Refugio.

Latidos ou uivos excessivos, arranhões nos móveis, destruição de objetos com a boca ou cumprimentos frenéticos são alguns dos sintomas da ansiedade de separação em cães.

Como podemos preparar nossos animais de estimação para evitar esse distúrbio quando o isolamento chegar ao fim? Os especialistas em abrigos recomendam:

  • Antes de retomar as rotinas pré-quarentena, saia de casa pelo menos 10 minutos por dia (mesmo que apenas na porta) para acostumar o cão a ficar sozinho.
  • Leve-o para passear antes de deixá-lo sozinho em casa
  • Deixe uma variedade de brinquedos para morder
  • Deixe-o em um espaço seguro, com água disponível e livre de perigos
  • Sempre que possível, deixe-o sempre no mesmo espaço dentro de casa

Puppy Dog Pals

Novos episódios: a partir de 10 de agosto, às 18:15, no Disney Junior

Exibição: de segunda a sexta-feira, às 18h15