Quebrando os mais diversos padrões femininos dos cursos de ballet, o ator Lorenzo Papa, é fã da modalidade desde os dois anos, porém, encontrou a dificuldade de escolher uma escola de dança que aceitasse meninos nas turmas, preconceito que foi quebrado por ele aos quatro anos, quando finalmente realizou seu sonho. Hoje, aos seis anos, ele além de ser o caçula de sua turma na escola, ainda é o único menino da classe de dança.

Esse mês, Lorenzo fez sua primeira apresentação online: “Desde os 2 anos ele pedia para fazer ballet. Mas por ser difícil encontrar um local que aceitasse meninos o tempo foi passando e, aos 4 anos como a vontade continuava, ele foi inscrito e faz ballet até hoje, aos 6 anos. Ele é o único menino da turma e é o caçula.

Ele está tendo aulas online desde abril, por aplicativo. E na semana passada foi a semana cultural, que todo ano acontece em julho e este ano foi diferente por ter sido online. Foram feitos ensaios e feita a gravação para a montagem da apresentação da academia. ” – Conta a mãe do ator.

O tema de sua apresentação foi o que os alunos fizeram nesta quarentena durante o isolamento em casa, e o de sua classe foi estudar, e como a música depende de nós. Muito fofo!