Mica Condé lançou em seu canal no YouTube o clipe da nova música “Última Vez”. A música, composta por ela com apoio de Nyna e produção da Neo Beats, fala sobre relacionamentos e traz um pouco do R&B brasileiro, marcando nova fase em sua carreira.

Em conexão com um dos últimos singles lançados por Mica, “Tá Tudo Errado”, o clipe de “Última Vez” chega com uma batida leve, envolvente e sensual. A cantora aposta em um monólogo com pensamentos de momentos íntimos de um relacionamento, misturando paixão e mistério.

O single “Último Vez” está disponível em todos os aplicativos de música, e estreou com destaque no Palco MP3. Para esta composição, Mica traz inspirações em Vitão, Clau, Luísa Sonza e Iza, que são suas principais influências atuais. Confira a entrevista!

Recentemente, você lançou o novo clipe da música “Última Vez”. Poderia nos contar um pouco sobre como foi a produção?

A produção do clipe foi bem enxuta por conta da quarentena. O clipe foi todo gravado dentro da minha casa mesmo, e sabe como é né? Fizemos aquela bagunça! Móvel para lá e para cá, e deu esse resultado maravilhoso. Foram 12 horas de gravação, mas tudo muito tranquilo, escolhemos tudo na hora afinal de contas estávamos em casa.

No projeto, foi envolvido o apoio de Nyna na composição, e a Neo Beats na produção. Fale um pouco sobre essas parcerias.

A Nyna é uma grande amiga e cantora maravilhosa, e aí eu mostrei para ela essa música. Eu já tinha feito quase toda a letra, mas sentia que faltava um detalhe final e foi aí que ela somou e ficou incrível. O Neo Beats é um produtor musical super foda, dei várias referências de som e chegamos nesse resultado, uma música romântica que passeia pelo pop e RnB.

Foto: João André Borges

O enredo da música aborda o assunto dos relacionamentos. De onde veio a ideia de falar sobre o tema?

Falar de relacionamentos a gente sempre acaba falando de algo que já vivemos, não tem jeito. Essa música em especial, foi um momento que vivi e eu consegui colocar no papel. Eu coloquei para fora coisas que ouvi, coisas que disse, experiências que passei, basicamente meu monólogo interno.

O que “Última Vez” trouxe de diferente para você em relação aos demais projetos?

Última Vez é especial pelo fato de marcar uma nova fase na minha carreira, onde eu me sinto mais à vontade para fazer meu som. A sonoridade é diferente, a narrativa é diferente, eu posso me expressar 100% sem precisar de muita coisa. Estou muito feliz e confidante.

Confira o clipe!