Estamos vivendo um momento em que todo cuidado é pouco para conter o novo coronavírus. Enquanto não surgem medicamentos eficazes para barrar a contaminação, atitudes simples devem ser incorporadas à rotina. O que se sabe até o momento é que o vírus dificilmente se dissemina em ambientes bem asseados e, por isso, grandes redes do setor de estética e saúde estão assegurando que as regras de higiene sejam cumpridas à risca. “Utilizamos álcool gel com frequência e nossas cabines são esterilizadas antes e depois de cada atendimento, mas também disponibilizamos o produto para o nosso cliente, caso ele queira usar ou reforçar ele a higienização de poltronas e outros objetos”, conta Jonas Bechelli, presidente da Doctor feet, maior rede de podologia do Brasil.

O executivo explica que a rede sempre se diferenciou pelos cuidados com a higiene dos colaboradores e também com material utilizado em todos os tratamentos, como os kits de podologia individualizado, inclusive com creme e algodão fracionados. Além disso fazem teste biológico semanalmente em todas as lojas.

No instituto de depilação Pello Menos, que possui cerca de 50 unidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, não é diferente. A fundadora, Regina Jordão, lembra que todos os materiais principais para a hora da depilação são descartáveis, inclusive a cera, e depois das orientações da Organização Mundial de Saúde sobre o controle do Covid-19, ela disponibiliza álcool gel no salão para todos os clientes “O ambiente é limpo e arejado, assim como o filtro do ar condicionado que é sempre higienizado, práticas comuns em todas as unidades da rede desde sua criação, em 1996. Entre cada cliente fazemos a higienização das mãos, uma atitude à qual já estávamos acostumados. Agora, no entanto, orientamos o cliente a fazer o mesmo”, salienta.

Para Bechelli, o coronavírus é um assunto sério e muito falado nas lojas da rede, mas o importante é não gerar pânico. “É essencial manter o controle de higiene e ficarmos todos atentos aos sintomas. Se o cliente não estiver se sentindo bem pedimos que remarquem seu atendimento”, avisa. No entanto, havendo melhora dos sintomas não há motivo para descuidar da saúde dos pés e das unhas que, muitas vezes, precisam ser tratados por profissionais habilitados. “O ideal nesses casos é buscar empresas sérias que respeitam os padrões de saúde”, finaliza.