Renata Marques, 15,  atriz mirim, que após anos de peças de teatro, cursos com diretores de emissoras de TV,  fazer parte da  figuração em novelas do SBT como “Cúmplices de Um Resgate” e “As Aventuras de Poliana” ambas do SBT, agora a garota  estreia na TV aberta.  Com papel de descaque com a personagem “Giulia”  que não sabe o momento de parar de dar rizada, super popular na escola, porém  tem um lado secreto que poderá mudar toda a trama da série “Floresta Week” da VTV filiada ao SBT para o litoral e parte do interior paulista. A atriz da Zona Leste de São Paulo/SP, mostra que não importa suas origens, se sonhar, se dedicar e dar um passo de cada vez tudo é possível.

A série FLORESTA Week, vem trazer para o público jovem, exatamente o que eles mais querem hoje em dia nas histórias de ficção. A mistura de situações de aventura, romance, mistério e magia. Tudo mesclado para um resultado que mexe com suas dúvidas, certezas e motivações de combate em defesa de suas crenças. O mundo não é mais pequeno, os jovens no mundo todo, hoje, discutem as suas mesmas curiosidades, ansiedades e visão do futuro.  FLORESTA Week busca conversar com o jovem desta mesma forma.

Como foi seu começo na atuação?

Meu começo não foi fácil, eu não tinha muita experiência, depois de muito estudo começaram a surgir as oportunidades. Mas o teatro me ensinou muito e me abriu muitas portas.

Você está interpretando a personagem Giulia na série “Floresta Week”. Conte-nos um pouco sobre sua personagem?

A Giulia, ela é uma garota super popular, amiga de todos, sempre quer ver os seus amigos bem. Ela é o tipo de pessoas que conta umas piadas bem sem graças em momentos inapropriados e ela mesma ri das piadas dela. Odeia que zoem ela e adora estar por dentro de tudo.

Qual conselho você tem para dar a alguém que deseje iniciar na carreira artística?

A melhor dica é: Se você sonha com isso, corra atrás do seu sonho com todo empenho e dedicação. Estude muito também, quanto mais experiência melhor e não desista!

Em uma citação, mencionou que não quis ser atriz pela fama e sim por realização. Explique um pouco sobre esse sentimento.

A fama é uma coisa boa, gostosa, mas ela é passageira. O trabalho não, ele permanece, pois ele é feito com amor. A fama é consequência, ela pode acontecer como pode não acontecer também, isso não te faz melhor e nem pior do que ninguém.

Sobre “Floresta Week”, ela segue um tema de ficção, que é uma grande paixão do público. O que acha que atrai os espectadores para esse gênero?

Eu acho que a galera gosta muito pelo fato de ser algo que não está presente na nossa realidade, e esse gênero faz com que as pessoas se imaginem dentro da ficção, e isso é mágico.

Deixe uma mensagem.

Corra atrás dos seus sonhos, sem medo do que vão pensar. Lembre-se, só você vai viver a sua vida, então se joga!