Foto de capa: Rodrigo Di Castro

Aos 23 anos, David Reis, que já estudou música e tocou com Alcione, Sandra de Sá e Emílio Santiago, comemora sucesso na TV, na novela “Bom Sucesso”.

Quem olha a serenidade do ator David Reis, de 23 anos, não imagina o quanto ele já batalhou para conquistar seus objetivos. Fazendo sua estreia na TV, como o Henrique, na novela ‘Bom Sucesso’, David que é nascido e criado no bairro de São Cristóvão, zona Norte do Rio, estudou música por um bom tempo e se apresentou ao lado de grandes artistas. Na trama, David é Henrique, um jovem decidido e que ama curtir a vida.

Hoje você está em seu primeiro trabalho na televisão, interpretando o personagem Henrique na novela “Bom Sucesso”. Como está sendo essa experiência com o seu personagem nas telinhas?
O Henrique é um personagem bem rico, carismático , que me deixa livre pra brincar com todas as nuances possíveis com ele, então essa experiência está sendo muito gostosa, porque se você pegar o Henrique nos primeiros capítulos e vê ele agora, é outra coisa. É incrível !
Antes de virar ator, a sua trajetória na música também foi muito marcante, se apresentando ao lado de Alcione, Sandra de Sá, entre outros nomes. Poderia nos contar um pouco mais desse seu outro lado artístico?
Esse é o meu outro amor, junto com a atuação. Comecei a tocar violino com uns 10/11 anos de idade, no antigo Centro Cultural Cartola, que hoje é Museu do Samba. Lá a gente tinha aula de musicalização e teoria com a Maíra Freitas, filha do Martinho da vila, de violino com Noemi Uzeda, são duas pessoas que eu aprendi muito nos meus 7 anos que toquei violino, conheci pessoas, lugares, é umas das minhas experiências de vida mais incríveis e amada da vida, gosto muito de música, do barulho agudo do violino, de cada nota de músicas de “ as rosas não falam”, “ O mundo é um moinho” de cartola que tocávamos sempre, e que são músicas marcantes e que eu lembro as notas até hoje.
Foto: Rodrigo Di Castro
Durante suas apresentações musicais no Rio de Janeiro, o samba parece ter sido o gênero mais presente em seu repertório. O que o levou a se interessar mais por esse estilo?
Então, fazíamos outros tipos de gêneros na música, duetos famosos para violino, fazíamos muitas apresentações fora do gênero samba, o que levava a gente a tocar com esses grandes artistas do samba, que era uma orquestra de violinos em homenagem ao Cartola, que consequentemente recebíamos convites da Alcione, Sandra de Sá, mas sim, o samba sempre estava presente.
Como foi a sua transição da música para a atuação?
Aos 17 anos decidi parar de tocar violino, porque não era o que eu queria, não era mais o meu alimento diário, não me fazia feliz, e não queria seguir uma carreira como muitos queriam ali, mas estava postergando, conversando comigo mesmo há quase 1 ano, mas quando eu decidi, foi um alívio, sensação de to livre agora pra me achar de verdade, fiquei um ano com a sensação de perda, querendo algo pra arte, e foi quando pela madrugada vi um teaser de uma peça de teatro jovem, que me veio o estalo ir para o teatro, e quando fui na primeira aula….. nunca mais saí do teatro, eu amo que eu faço, coisa de vida, amo contar histórias, ser uma voz, amo ser ator.
Sobre o processo de construção do personagem Henrique, quais foram as suas inspirações para a montagem dele?
O processo de construção do Henrique veio muito da minha experiência de vida, porque eu observo tudo! Mas eu tenho um Coach, Plínio Lopes, que trabalha comigo há algum tempo, que me ajudou nesta construção, usando muito o que o David pode oferecer pro Henrique em experiência de vida, Plínio é uma profissional incrível que trouxe o Henrique junto comigo, me deixando livre sempre pra tudo, trabalhando corpo, a mente, e cada estado que o Henrique poderia perpassar. Não tive uma inspiração, veio tudo de dentro de mim, óbvio, que você tem amigos que tinham um pouco do Henrique, eu peguei e acrescentei na personagem, mas tudo que trouxe do Henrique veio das minhas experiências, estudos e observações de pessoas.
O que mais te identifica com o seu personagem? O amor pela vida.
Quais são seus planos para o futuro? Trabalhar muitoooo! Rs.. Sou muito Workaholic , gosto muito de estar em movimento, mas quero trabalhar na TV, e fazer um filme para as telonas que é o meu maior sonho.