Illy vela, faz vigília por nossa cultura, debocha da cafonice da alta sociedade numa mesa medieval e se inspira em ensaio de Fernanda Montenegro para o clipe do seu mais novo single “Alô, alô marciano”. Dirigido e roteirizado por Pedro Henrique França, o filme é um manifesto de devoção à cultura brasileira, um grito de liberdade e uma chama acesa de esperança para uma nova geração. 

“Isso fica bem representado com meu barrigão em algumas cenas. Aliás, esse momento mamãe coragem foi o que mais me deu forças para encarar um projeto cantando minha ídola Elis”, diz Illy grávida do seu primeiro filho. “A música é uma canção assustadoramente atual e o clipe é uma resposta aos sucessivos ataques que a nossa cultura vem sofrendo”, enfatiza a cantora baiana radicada no Rio de Janeiro.

O diretor Pedro Henrique França afirma que se inspirou no Brasil distópico relatado por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles em Bacurau e no recente ensaio da atriz Fernanda Montenegro para a Revista Quatro Cinco Um . ” Na verdade, esse nosso clipe é uma soma de referências para chamar atenção para a necessidade urgente de reagirmos às políticas que tentam destruir nossa cultura por supostos valores morais”, afirma Pedro. 

Ele conta que a direção de arte de Luiz Wachelke e Fábio de Souza trouxe três cenários para a construção da narrativa do filme. “Um, com a obra de Marcela Cantuária, simboliza um luto por uma democracia moribunda, e, ao mesmo tempo, também uma vigília para que renasça livre. Em outro, trazemos a decadência da high society, com ares medieval, que é onde parece que estamos vivendo e do que estamos nos alimentando. Por fim, fazemos homenagem a um grande símbolo e defensora da cultura brasileira, a atriz Fernanda Montenegro”, explica.

A faixa que traz um som moderno, meio espacial e uma interpretação cheia de personalidade é a primeira música disponibilizada do mais novo projeto de Illy cantando o repertório de Elis Regina. Produzido por ela, Gabriel Loddo e Guilherme Lirio, o álbum está previsto para ser lançado final de novembro através do selo Alá em parceria com a Altafonte.

“Tudo está sendo feito no capricho que ela merece. Cantar Elis é a coisa mais difícil e prazerosa que eu podia fazer na minha carreira agora. Não topei para ser mais do mesmo”, promete a cantora que apresenta o show “Alô, alô, marciano – Illy canta Elis, nesta quarta-feira dia 16 no Theatro Net Rio com participação de Silva.

Sobre Illy

Este ano Illy cantou “Pelos ares” no álbum tributo da nova cena à Adriana Calcanhotto; lançou as versões acústica e na pista de “Só eu e você” – a última com Duda Beat e ambas com mais de um milhão de plays no Spotify; e participou do single “Nós dois aqui”, do cantor Silva. Em junho, ela disponibilizou o remix “Devagarinho 2.0” ao lado de Baco Exu do Blues e Arnaldo Antunes. 

Em 2018, a cantora baiana radicada no Rio recebeu ótimas críticas pelo seu álbum de estreia “Voo longe”, com produção de Kassin e Moreno Veloso, figurando em importantes listas de melhores discos do ano, inclusive na Revista Rolling Stone. Illy brilhou também na websérie “Illy e MPB de todos os sons” cantando ao lado de nomes como Caetano Veloso, Chico César, Fágner, Roberta Sá, entre outros. 

Ficha técnica 

Direção e Roteiro: Pedro Henrique França (@pfranca)

Produção: Nathália Ribeiro (@nathyeribeiro)

Fotografia: Dudu Mafra (@dudu.mafra)

Still: Roncca (@roncca)

Direção de arte: Luiz Wachelke (@luizwachelke) e Fabio de Souza (@fabiodesouza1)

Cenografia: Fabio de Souza (@fabiodesouza1)

Figurino: Luiz Wachelke (@luizwachelke) e Matheus Martins (@martinsmatheuss)

Beleza: Fernanda Suzz (@fernanda_suzz)

Coordenador de Produção: Junior Silva (@ojuniorsilva)

Montagem e Finalização: Hugo Freitas (@hgofreitas)

Foquista: Victor Vidigal (@v.vidigal)

Segundo AC/Vídeo: João Chataignier (@joaochataignier)

Chefe Maquinária: Phabien Silvério (@phabiensilverio)

Chefe de Elétrica: Douglas de Oliveira (@douglas_cinema)

Assistente de Maquinária/Elétrica: Eládio dos Santos

Cenotécnicos: Marcelo Fininho (@fynelee) e Thiago Luiz Santos

Assistente de Beleza: Diego Rodrigues (@diegorodriguesbeauty)

Camareira: Tyna Marins (@tynamarins)

Catering: Fulora bóia – Marcela Medeiros (@marcevola_)

Obra de arte “Fantasmas da Esperança”: Marcela Cantuária (@marcelacantuaria)

Uma produção: Representa (@representa.cc) e Acme (@acme___)

Illy veste:

Guto Carvalhoneto (@gutocarvalhoneto)

Eva (@eva)

A.Brand (@abrandstore)

Pakera Pakera (@pakerapakera)

Annaka (@annakarinalins)

FICHA TÉCNICA DA MÚSICA

Autores: Rita Lee e Roberto de Carvalho

Produção Musical: Illy, Gabriel Loddo (@gabrielloddo) e Guilherme Lirio (@guilhermelirico)

Arranjos: Gabriel Loddo e Guilherme Lirio

Baixo e teclados: Gabriel Loddo

Guitarras e teclados: Guilherme Lirio

Bateria: Pedro Fonte (@instafonte)

Percussão: Marcelo Costa (@marcelocostareal)

Mixado por Igor Ferreira (@asmoscas)

Masterizado por Daniel Carvalho (@dncarvalho)

Gravado no Estúdio Carolina (@carolinaestudio)

Distribuição: Altafonte (@altafontebrasil)

Label: Alá Comunicação e Cultura (@jorginhovelloso)

Agradecimentos:

Multifato Comunicação (@multifato)

Solar dos Abacaxis (@solardosabacaxis)

Vodu’s Grip Equipamentos Cinematográficos

Marcela Cantuária (@marcelacantuaria)