A semana de moda mais importante do Brasil está só começando e a maior dúvida é: o que vestir quando vamos assistir aos desfiles? Com a era digital, vieram os “curiosos de moda” e também os influenciadores, que muitas vezes ficam perdidos e acabam misturando tudo, caindo de paraquedas na SPFW. Também influenciador, e especialista em moda, William Mello preparou dicas para ajudar seus colegas a evitarem gafes no evento, e listou o que considera certo ou errado na produção do look.

“Nem todos sabem compor um look adequado e medir os exageros. É difícil saber quem quer chamar mais atenção com produções exageradas e arrancar um flash dos fotógrafos, ganhando os tais cinco minutinhos de fama”, aponta William.

Ele ressalta: “Procure vestir peças da estação que está sendo desfilada, ou seja, não invista em tecidos quentes, casacos muito pesados, blusas de gola alta em temporadas de primavera/verão, por exemplo. Isso é muito over, a não ser que esteja frio, o que é raro devido ao calendário pensado para ser compatível com o clima”.

Dica valiosa:

Pensando no que pega bem nos desfiles, William cita uma ‘diquinha’ que é supervalorizada: “Outro ponto que não é regra, porém pega muito bem, é estar com algo no look que seja da marca que você vai prestigiar. Toda imprensa nacional está de olho nos convidados e você pode se diferenciar com os detalhes”.

Fantasia? Não, não.

William deixa bem claro o que pode ser um erro na certa: “Se ‘fantasiar’ ou não ser você mesmo não é legal. Os exageros muitas vezes podem beirar o cafona, se você não souber equilibrá-los corretamente. Os elementos devem se completar e a junção do básico com as sobreposições ou acessórios mais ousados são bem-vindas.”

Excesso de tendências não!

O queridinho das marcas no Instagram completa: “Não misture todas as tendências só porque são tendências. Nem tudo que é desfilado se torna comercial. Ou seja, os desfiles são o momento em que o criador divide suas inspirações e ideias com o mundo, e muitas adaptações podem acontecer antes de ir para as lojas. Então, não pense que você deve ir vestido como o modelo que está na passarela. Isso vale tanto para as mulheres quanto para os homens”.

Criatividade é legal!

Por fim, e com muita cautela, William destaca: “Use a criatividade para compor algo que saia do óbvio com personalidade e estilo. Isso não quer dizer alegorizar a produção e se transformar. Aproveite seus pontos fortes. Se mesmo assim não souber o que vestir, aposte no basic style e numa beleza clean na maquiagem e cabelos. Sem erros no estilo, sua aparição no evento será nota mil.”