Eles são a sobremesa favorita de algumas famílias e estão presentes sempre nas mesas dos almoços de domingo, porém você acreditaria que existe um dia só para eles? No dia 23 de setembro é comemorado o Dia do Sorvete, e nada melhor para comemorar do que conhecer algumas curiosidades sobre essa delicia gelada que possui tantos sabores variados.

Uma das grandes tendências dessa sobremesa de origem chinesa, é o estilo italiano dele, também chamado de “Gelato”, tanto que muitas sorveterias famosas por aí optaram por se especializar na produção dele. Um dos diferenciais dele começa lá na hora de seu preparo, que diferente dos tipos tradicionais, esse é produzido de forma 100% natural, a base  de frutas e leite, então por não ter adição de corantes, sua cor acaba ficando mais pálida por assim dizer. Outra forma de saber se a sua sobremesa está boa para o consumo é verificar sua textura, afinal não é de hoje que nos conseguimos identificar aquela sensação suave do sorvete dissolvendo na boca, então caso aja presença de granulados na sua sobremesa, podem acreditar que ela não é de hoje.

O segredo para tamanha cremosidade e sabor está principalmente na temperatura em que ele é guardado, devendo permanecer entre -10oC e -12oC, ou seja, por mais que esse sorvete seja muito apreciado pelos brasileiros, ele exige alguns cuidados mais específicos.

Agora, quantas vezes na infância, seus pais te diziam para não comer a sobremesa antes do almoço ou do jantar? Pois é, isso só acontece aqui, pois na Itália já é uma tradição em alguns lugares, em que esse alimento seja consumido a qualquer hora do dia, chegando até a substituir algumas refeições, pois podem possuir altas taxas de proteínas, cálcio, açucares e vitaminas, dependendo do sabor escolhido. O consumo deles de acordo com o portal especializado em gastronomia “3Talheres”, lá cada pessoas podem chegar a consumir nove litros da sobremesa.

Quem disse que os italianos vão ficar com toda atenção desse artigo? Para você que não abre mão do sorvete tradicional, sabe aquele sorvete de R$ 20,00 e poucos reais que reclamamos no supermercado, saiba que o preço não está nada mau perto de outros lugares, pois uma vez em Nova York, dizem os relatos, que uma sorveteria teria vendido o sorvete mais caro do mundo a um preço de R$ 25 mil dólares, o que convertendo no nosso dinheiro, daria em torno de R$ 103,500. Os Estados Unidos também nos trouxeram o famoso sorvete “Sundae”, que como alguns já poderiam imaginar, ele recebeu esse nome pois era vendido apenas aos domingos. O Brasil também leva um certo crédito na história do sorvete, sendo alguns sabores tropicais, como manga, jabuticaba e coco, foram invenções genuinamente brasileiras. De acordo com o site “Produtos Finos”, os quatro maiores produtores de sorvetes são em ordem: Estados Unidos, China, Canadá, Itália e Austrália, já os seus maiores consumidores estão localizados na Nova Zelândia. E aí, ficou com aquela vontade de tomar um sorvetinho hoje?