Blue Rovers divulga vídeo contando a história da banda

A banda Blue Rovers acaba de lançar um vídeo contando a história do grupo em todos estes anos de carreira. Formada em 2018 no ABC Paulista, o grupo é formado por cinco jovens músicos com uma bagagem musical muito forte. O line-up é composto por Tuany Rocha (vocal e teclas), Marcela Boccomino (guitarra) e João Henrique (guitarra), Guilherme Motta (baixo) e Lucas Torro (bateria).

Mesmo com pouco tempo de estrada, a banda já se apresentou em espaços importantes para a cena independente musical, como, Underground Club, Casamarela, Manifesto Bar, Feeling Music Bar, e no Intervenção SP Music na Galeria do Rock. Em março de 2019 a banda lançou seu primeiro single Blue Rovers Vinyl, musicalmente produzido e gravado pelo guitarrista, João Henrique Moreira, e visualmente pela Vision Media. A música se encontra disponível no YouTube.

Em maio de 2019, a banda Blue Rovers começaram as gravações com o produtora Orelha Muda do produtor musical Carlos Bechet, no estúdio Wiro na Faculdade Cantareira. As letras das músicas são em inglês e português, e todas são compostas em conjunto pela banda. A sonoridade das músicas passeia pelo rock, blues, jazz e funk, tanto nacional como internacional, sem perder a essência desses estilos, mas trazendo um timbre único e marcante, devido as influências musicais individuais de cada integrante, possibilitando a conversa entre esses estilos.

Alguns exemplos das influencias da banda são: Led Zeppelin, The Beatles, Rush, Yes, Stevie Wonder, James Brown, Tower of Power, Miles Davis, Herbie Hancock, Sa Rodrix e Guarabyra, Arrigo Barnabé, Tom Jobim, Mutantes entre muitos outros.

O principal objetivo dos jovens músicos consiste em espalhar a sua música, viver da produção de conteúdo musical, explorando cada vez mais vertentes da música. O público alvo consiste essencialmente em pessoas entre 18 e 30 anos, frequentadores de festivais, colecionadores de cd, vinil, de produtos em geral relacionados a bandas, pessoas que se identificam com um rock clássico e ao mesmo tempo alternativo.