Mal de Alzheimer é um dos temas abordados na novela “As Aventuras de Poliana”

Falta de memória para acontecimentos recentes, repetição da mesma pergunta várias vezes e dificuldade para acompanhar conversas, são alguns dos sintomas do mal de Alzheimer, doença abordada pela personagem Glória (Clarisse Abujamra) na novela As Aventuras de Poliana. Na trama, Glória é dona de uma renomada galeria de arte e presidente do Comitê do Laço Azul, papéis de influência dentro da sociedade. Contudo, no decorrer dos últimos capítulos da novela, a empresária vem apresentando um comportamento incomum, esquecendo de alguns compromissos, distraindo-se com facilidade durante as conversas e sofrendo alguns lapsos de memória que passaram a preocupar seus amigos e familiares, que até então não sabiam como lidar com a situação.

Relutante em aceitar a doença, Glória optou por esconde-la de todos, que ficam sem saber como ajuda-la. Porém, o cenário passará a mudar no momento em que Glória decide abrir o jogo com seu filho Marcelo (Murilo Cezar), e contar a ele toda a situação. A partir de então, a família irá buscar mais informações a respeito do Alzheimer e a ajudarão no tratamento da doença, que apesar de não ter cura, pode ser retardada por meio de alternativas que adiam o processo de degeneração dos neurônios.

A abordagem do tema irá ajudar a população a identificar os sintomas que caracterizam o Alzheimer com o objetivo de alertar a sociedade para um tratamento e diagnóstico precoce. Quanto antes a doença for identificada, maior a potencial de sucesso para o tratamento. Clarisse Abujamra, intérprete de Glória na trama, comenta sobre o desafio de representar uma personagem portadora desse mal: “Alzheimer é um desafio a ser vencido por todos aqueles que sofrem com esse realidade. O maior desafio é fazer o público perceber que quando Glória está em seus momentos de lucidez é quando ela mais sofre”. A atriz ainda comenta sobre a importância do papel social da emissora ao levar um tema de tamanha importância para todas as famílias do Brasil: “Acho pertinente abordar esse tema, pois este é um não é um problema que afeta somente a vida da Glória, mas repercute sobre todos que estão à sua volta. Portanto é importante exibir uma maneira de lidar com quem tem essa docência, e mostrar que são pessoas que merecem toda nossa paciência, respeito e leadade”.