É possível sentir-se bonito, independente do tamanho

No dia 10 de setembro, é comemorado o dia do gordo, mas por que essa data existe? Principalmente para celebrar a diversidade e evitar o preconceito contra aqueles que estão acima do peso, pois é possível estar e sentir-se bonito independentemente do tamanho.

“O senso geral e antigo de que apenas pessoas magras ficam bem em boas roupas não poderia ser menos verdade. Aquele que entende seu próprio estilo e sabe se vestir fica bonito, sendo magérrimo ou plus size”, comenta Ilse Gaedke, consultora de imagem e estilo, CEO da Lillys Consultoria.

Existem sete estilos universais, e cada pessoa carrega uma mistura única deles. Essa mistura resulta em um estilo próprio, que se manifesta não só através das roupas, mas também na decoração da casa, do modelo de carro, dos lugares que frequenta. Esse estilo também costuma passar uma imagem clara sobre cada um, então é importante que você saiba o que está dizendo, sem dizer.

“Muitas pessoas acima do peso se sentem inseguras, e isso fica nítido através de sua imagem, mas com um pouco de confiança e as combinações certas, isso pode mudar”, conta Ilse.

Hoje em dia existem mais opções de lugares e tamanhos de roupa para comportar a diversidade da população. “Se até o mercado já se adequou, não há motivo para ainda termos preconceito”, relata.

Quando se está ciente do seu estilo, o primeiro passo é vencer a insegurança. A partir disso, existe uma gama de possibilidades para se vestir bem. “Mesmo com as peças que já estão no armário, é possível fazer novas combinações, que atenderão a diversas ocasiões, onde a pessoa poderá estar bonita, elegante e, o mais importante, destacando sua identidade pessoal”.

A consultora respeita, acima de tudo, a escolha de cada um, pois “você é seu cartão de visita”. Aquele que é confiante em si mesmo, independentemente do tamanho, é belo.