Comer de boca aberta pode fazer muito mal à saúde

Geralmente não damos a devida importância ao ato de mastigar e fazemos isso de forma mecânica, quando deveria ser algo muito bem pensado, já que segundo os especialistas apontam, a mastigação se não for adequada causa problemas como azia, ma digestão, gases, baixa absorção dos nutrientes, sonolência e aumenta a barriga. Mastigar de boca aberta e falando pode ocasionar muito mais do que simplesmente uma repreensão por faltar com a etiqueta.

O especialista Dr. Gustavo Issas aponta que além da desatenção e dos maus hábitos, outros elementos podem atrapalhar a mastigação e causar problemas diversos: “dentes faltando, quebrados, infeccionados e próteses antigas e desadaptadas dificultam a mastigação e provocam outros problemas até mesmo cardiorrespiratórios, por favorecerem a proliferação de bactérias”.

Mastigar e falar pode ir muito além da falta de educação

Mastigar de boca aberta pode ser algo muito pior do que a falta de educação. O Dr. Gustavo Issas explica: “Simplesmente porque não conseguimos mastigar, falar e respirar ao mesmo tempo. Sendo assim você acaba fazendo tudo errado, não mastiga corretamente, não fala corretamente, não respira corretamente e ainda pode deixar escapar um pouco de comida, o que é muito desagradável. Outro dia um paciente engoliu três dentes provisórios enquanto mastigava. Outro nem percebeu que seu dente quebrou e uma paciente engoliu brackets do seu aparelho ortodôntico”.

O que a mastigação ruim pode causar?

Somos condicionados desde criança a comer rápido. Sempre que um adulto está dando comida a uma criança é empurrando a comida, e parece que esse costume de não mastigar bem perdura para a vida. Note que a criança mal acaba de engolir e já lhe damos outra colherada.

Aquele almoço rápido durante o trabalho que você engoliu às pressas para não se atrasar para a próxima reunião pode ser o responsável por problemas gastrointestinais como má digestão, azia, queimação e inchaço na barriga, além de te deixar sonolento durante todo o dia. Por que isso acontece? Como a comida não foi devidamente deglutida, o aparelho digestivo tem de fazer mais esforço para digerir o alimento e deixá-lo no estado adequado para passar pelo intestino. Ou seja, o que deveria ser feito lá na boca, acaba acontecendo no estômago. É trabalho extra.
Não é preciso mastigar 30 ou 50 vezes antes de engolir a comida, apenas mastigar o suficiente para que o alimento fique pastoso e possa ser realmente digerido da forma adequada.



E porque devo mastigar mais conscientemente?

O dentista aponta que poucos percebem a importância da mastigação e a fazem de forma automática: “É preciso sentir a textura dos alimentos, os temperos e seus sabores. Alimentar-se é algo nobre, independente de onde você esta ou de quem fez a comida, mas é um momento de reflexão, de paz e importante para aguçar os cinco sentidos, sabor, odor, visão, tato e som”.

Pessoas que mastigam errado podem ter problemas na ATM: travamento articulatório, dor e estalos ao mastigar. Mastigar mal pode atrapalhar a digestão, porque faz com que você não absorva os nutrientes da refeição. Outra coisa é que a pessoa acaba engolindo o ar junto com a refeição ou tomando muito líquido. Além de ingerir calorias em excesso, faz com que a pessoa possa ter sintomas de distensão abdominal, desconforto.

O que fazer para melhorar já a mastigação?

Segundo o Dr. Gustavo, o segredo para uma boa mastigação pode estar na concentração e na paciência: “preste atenção nesse momento. Uma vez você pode estar com pressa, mas não todos os dias. Para isso, esqueça um pouco o celular, a televisão e principalmente o trabalho. Ao se alimentar, experimente fazer isso bem lentamente. Coloque pouca comida no garfo, apoie o mesmo no prato e mastigue calmamente, saboreie sua comida sentindo todos os sabores. Dessa forma vc vai comer menos, pois terá tempo de perceber que você já está satisfeito e percebera que é um tempo valioso e nao perdido”.