Yara Charry fala de sua experiência como Jade em “Malhação”

De nacionalidade francesa, Yara Charry se mudou para o Brasil quando foi convidada pela Globo para interpretar Sophie, na novela “Velho Chico”. À época, ela se encantou pela profissão e decidiu ficar no país para estudar e se dedicar ao novo ofício. Recentemente, a atriz atuou em “Malhação: Vidas Brasileiras”, na qual viveu uma das protagonistas. Yara interpretou Jade, uma personagem com traços de vilania e que solta a voz, cantando na banda do folhetim.

Aos 21 anos, e com cursos na área da moda, estilismo e marketing da moda, todos concluídos em Paris, Yara chegou a trabalhar na Chanel – França. Ainda na cidade luz, exerceu a profissão de modelo. No Brasil, é formada pela CAL (Faculdade de Artes Cênicas do Rio de Janeiro) e, também fez curso de interpretação com o renomado diretor Daniel Hertz.

Visando aperfeiçoar-se cada vez mais, fez Workshop de cinema com o diretor Eduardo Milewicz, um dos mais conceitos preparadores de elenco do Brasil.

Você acabou de fazer “Malhação – Vidas Brasileiras” interpretando a personagem Jade. Que experiência essa novela trouxe para sua carreira?

Foi com certeza uma experiência de muito aprendizado. Malhação é conhecida como uma escola de atuação, e foi isso que senti nessa jornada. Aprendi muito com os atores, a produção… Foi um período de muita dedicação

Ainda sobre “Malhação”, a cada temporada a Globo aborda temas atuais do universo jovem, e dessa vez não foi diferente. O que acha que mais te marcou nessa edição?

Acredito que o fato da Jade, minha personagem, ter alguns traços maldosos. Nunca tinha feito isso na minha carreira e foi uma ótima experiência. E cantar, com certeza! Foi uma delícia poder soltar a minha voz rs!

Foto: Divulgação

Nascida em Paris e vindo morar no Rio de Janeiro em 2016, como foi a sua vinda para cá e do que mais sente falta em sua cidade natal?

Vim para cá quando fui convidada para ‘Velho Chico’, e decidi ficar para me dedicar a ser atriz. Estudei no CAL (Faculdade de Artes Cênicas do Rio de Janeiro), e fiz alguns cursos de interpretação também. Sinto falta da minha família. Somos bem ligados e é difícil administrar a saudade!

Em 2016, esteve em “Velho Chico” como Sophia. Quais lembranças guarda da época?

Tenho muitas lembranças queridas! Foi um privilégio muito grande começar minha carreira no Brasil contracenando com nomes tão grandes. As gravações eram ótimas e uma verdadeira escola para mim. Os cenários e paisagens também eram lindos, e a história encantou muita gente. Foi um trabalho muito especial.

Enquanto estava em Paris, chegou a cursar a área de moda. Como surgiu esse seu interesse pelo segmento?

Sempre me interessei por moda, já fui modelo e trabalhei em uma grande Maison francesa. Acredito que essa afinidade sempre me fez querer ir para esse lado, além de estar em Paris, que respira moda.

Deixe uma mensagem.

Queria agradecer aos brasileiros por terem me recebido tão bem, me fazem sentir em casa! Grande beijo!