Campos do Jordão celebra a temporada de Pinhão

Imponente, o pinheiro Araucária emoldura a paisagem de Campos do Jordão. As pinhas que caem das copas completam a pintura na época do outono. Contudo, além de belo, o espetáculo da natureza também é fonte de renda para inúmeras famílias, que vendem o pinhão às margens da avenida que corta a cidade.

Os preços da semente variam entre 5 e 15 reais. O valor é definido de acordo com a quantidade, mas a satisfação de poder levar para casa a iguaria não dá para precificar. Não precisa ser nenhum expert na cozinha para saborear essa amêndoa típica da Mantiqueira, uma delícia que ganhamos de graça todos os anos.

As variações do pinhão

Cozido ou assado são as formas mais tradicionais de preparo do pinhão, mas quando a criatividade flui surgem pratos variados com sabores únicos. Em Campos do Jordão a busca por novas receitas é característica típica dos chefs, que sabem como ninguém trabalhar os produtos regionais. “Os turistas acham espetacular, ficam curiosos e querem experimentar”, conta Anderson Cesar, chef do Restaurante Dona Chica e autor de diversos pratos à base do ingrediente.

As ideias aliadas à técnica deram origem às receitas exclusivas. Brigadeiro de capim santo com crumble de pinhão, picadinho de carne de sereno com pinhão, mini arroz com coração de frango e pinhão, paella da montanha com truta e pinhão, são algumas sugestões. O pernil e pinhão ao molho Stout com purê de abóbora cabotiá conquistou o Prêmio Sabor São Paulo como um dos melhores pratos do Estado.

Fonte: Visar Comunicação