Tamara Angel fala sobre projetos para “Destino”

Tamara Ferreira Fonseca, conhecida como Tamara Angel, nasceu em Cachoeiro de Itapemirim – ES. Começou a carreira em 2005, fazendo shows como cover da cantora Avril Lavigne. Em 2010, entrou para os Jovens Talentos no programa Raul Gil, chegando as semi-finais na competição do programa.

Em 2011, Tamara Angel foi repórter na SKY TV. Fez a cobertura completa do Rock in Rio e entrevistou vários artistas, entre eles: Capital Inicial, Jota Quest, NxZero e Amy Lee (vocalista da banda Evanescence). Em 2012, protagonizou a campanha publicitária “ Trem Azul” da operadora TIM e participou do Acesso MTV.

No mesmo ano Tamara lançou seu single autoral na internet, a canção “OI”, que repercutiu principalmente no interior paulista, onde a cantora chegou a fazer shows para um público de 15 mil pessoas. Em 2016 participou da 16ª Feira Cultural LGBT, fazendo um show para mais de 100 mil pessoas no Vale do Anhangabaú em Sao Paulo.

​Em 2017 lançou seu primeiro disco autoral “Destino”. Atualmente a cantora trabalha seu álbum “Destino” e já lançou 3 clipes: Amor é isso; Limites & Leave.

Como foi seu início no meio musical?

Até meus 12 anos eu queria ser veterinária, porém tudo mudou do dia para noite quando gravei um vídeo e lancei na internet cantando “Skater boy” de Avril Lavigne. A repercussão foi muito grande e me levou a fazer shows como cover da cantora canadense e participar de programas na TV. Em sequência não parei mais.

No começo de seus trabalhos, você fazia cover da cantora Avril Lavigne. O que te fez se identificar com o estilo dela?

A atitude da cantora e suas roupas largas de skatista.

Qual foi sua inspiração para lançar o álbum “Destino”?

Senti a necessidade de me expressar e escrever tudo o que eu estava sentindo e também de mostrar a minha identidade como artista. O álbum Destino ainda não foi trabalhado completamente. Eu tive de parar no meio do caminho para poder participar do programa The Voice Brasil 2018. Mas no segundo semestre deste ano, darei continuidade ao trabalho dele.

No ano de 2016, se apresentou para mais de 100 mil pessoas na 16ª Feira Cultural LGBT. Como foi essa experiência?

Uma realização como profissional no ramo da musica. Foi o primeiro da sequencia de shows grandes que fiz até hoje e me acrescentou muito como artista. Recentemente também teve o anúncio do projeto dos clipes “Amor é Isso” e “Limites & Leave”.

Como andam as expectativas para os lançamentos?

Esses vídeo-clipes são do álbum Destino. E sim em breve irei lançar mais alguns deste trabalho.

Deixe uma mensagem.
Acredite nos teus sonhos e faça-os acontecer. Você pode!