Poliana de Paula escolhe o RJ para celebrar seu centésimo ensaio

Poliana de Paula, 30 anos, é carioca, mas vive na Itália desde os seus 17 anos. Por lá já se envolveu em bastante polêmica ao dedicar sua Playboy ao presidente da Itália, Sérgio Matarella, e, logo após esse feito, a modelo iniciou uma sequência de ensaios para cravar seu nome no Guinness Book, o livro mundial do recordes.

Alguns meses atrás, ela fez sua primeira tentativa de inscrição no livro e aguarda o julgamento do recorde de fotos de nudez realizadas em mais baixa temperatura já conhecida.

De volta ao Rio de Janeiro, a modelo comemorou, pelas lentes do fotógrafo Davi Borges, seu centésimo ensaio e falou das diferenças entre seus primeiros cliques. “Eu era muito nova, tinha apenas 18 anos e a nudez parecia inatingível. Fui playmate muito cedo. Foi como aprender a andar de bicicleta, você nunca esquece”

Poliana já passou por 8 países, incluindo Itália, Portugal, Suíça e Chile. Agora a celebração não podia ser em outro lugar diferente do Brasil. “São fotos de tirar o fôlego, me sinto uma angel da Victoria’s Secret da nudez”.

Descendente indígena, Poliana tem traços bem marcantes de suas origens, mas diz que foge do estereótipo de brasileiras com curvas sexy demais. “Não tenho nada exagerado, fujo do padrão garota carioca”.

Fonte: CO Assessoria